top of page

Ervas Secas (2023) | Mostra SP

Dissecando o que há além do que pode ser visto superficialmente, Nuri Bilge Ceylan explora nos diálogos a complexidade do mundo de seus personagens



O professor de arte Samet (Deniz Celiloğlu), centro dessa longa narrativa de Ceylan, demonstra toda a complexidade que o diretor quer estabelecer para seus personagens. Um homem que sempre soa um tanto ambíguo, de começo na relação tão próxima com a aluna que parece cruzar os limites, o professor tem seus demônios liberados quando contrariado pela menina Sevim (Ece Bağcı) e, mais tardar na trama, por Nuray (Merve Dizdar). A vida em uma pequena vila em Anatólia não acompanha os desejos de Samet, que acredita que todas as crianças ali estão fadadas a se tornarem mão de obra explorada, com poucas opções de futuro, e pretende se mudar assim que possível. A relação desse homem de contestar os costumes locais está sempre atrelada aos comentários que Ceylan vai tecendo sobre os pensamentos e ideologias de seus personagens, que refletem uma dinâmica muito maior social e política. É sempre através dos longos diálogos entre diferentes que os pontos de vista entram em choque para revelar o que há além da superficialidade das imagens. O professor que gosta de tirar retratos tem suas imagens expostas ao longo do filme, mas neles é apenas possível ver uma figura sem profundidade, dois amigos que se abraçam ou uma estudante com olhar melancólico, cercada por neve, nenhuma dessas fotos é capaz de dizer o que existe além, por dentro, que não pode ser visto sem que o diretor nos permita adentrar cada uma dessas mentes na exploração de seu texto bastante rico e significativo.


Sempre destacando a política em comentários sobre diferentes ideologias, Ceylan continua a comentar a sociedade turca enquanto navega no âmago das crenças de Samet, seja em debates com Nuray ou seu amigo Kenan (Musab Ekici). Sempre que esse homem se vê perdendo a pequena superioridade que acredita ter, seu pior lado é escancarado, o tornando um dos personagens mais desprezíveis dos últimos tempos. Ele não se importa nem um pouco em descer a um nível infantil para se vingar de Sevim, fazendo a menina ainda tão nova, sofrer após receber tantos privilégios, no que se revela uma predileção por encontrar pontos que a pudessem destacar no futuro, aquele que ele não vê muita opção para ela enquanto viver no vilarejo. Da mesma forma, ao se ver perdendo a mulher que ele mesmo dispensou e quis passar para o amigo, age mais uma vez de forma baixa para manter-se num lugar superior em que se sente mais confortável. São as reflexões filosóficas desse homem pequeno que revelam toda a profundidade do discurso de Ervas Secas, em suas ambiguidades, embates ideológicos e todas as nuances das relações de poder, entre homens e mulheres, professores e alunos, chefes e empregados. Afinal, Samet ainda faz parte de um sistema, ainda que bastante privilegiado por ele, também tem poderes operando sobre ele.


Entre os muitos comentários e críticas à sociedade, os diálogos entre Nuray e Samet são talvez os que mais se aprofundem na parte política. Enquanto ela acredita em uma coletividade para buscar saídas mais justas, ele parte de princípios mais liberais e individualistas. É assim que para o professor de arte se torna muito simples deixar tudo para trás em busca de seus objetivos, largando muita mesquinharia pelo caminho, mas para a mulher que sofreu um acidente em um ataque terrorista é muito mais importante estar cercada por seus iguais para construir algo. Nada é apenas o que se vê na superfície, Ceylan pontua isso diversas vezes, não esconde sua intenção - tampouco esconde seu aparato cinematográfico, seu trabalho narrativo - nada é tão simples como parece na teoria ou na pintura, é preciso dedicar seu tempo a explorar essa ambientação fria, dura e obscura para adentrar a complexidade de cada pensamento e relação, compreender atitudes, o que deu errado no passado e o que pode continuar a dar errado no futuro. As respostas mais concretas são ainda mais complicadas, há muito mais o que se refletir e desvendar em Ervas Secas do que conclusões exatas, o importante mesmo é a jornada densa em cada personagem, e o que se tira a partir disso, nasce em cada um que assiste.



 

Nota da crítica:

4/5




Comments


bottom of page